Polpettone ao sugo

…acompanhado de massa (pappardelle)

Excelente opção para ser feito em quantidades maiores e congelado.

Carne:
- 1,5Kg de alcatra moída;
- 10 fatias de pão de forma cortado grosseiramente e molhado no leite;
- 400ml de leite;
- 300g de cebola bem picada (cebola roxa vai muito bem);
- 2 ovos;
- 130g de parmesão ralado;
- 2 colheres (sopa) de mostarda de Dijon;
- Pimenta dedo de moça a gosto bem picada (coloquei metade de 1 grande);
- Salsa picada a gosto;
- Sal e pimenta a gosto;

Preparo da carne:
Misture todos os ingrediente acima, lembrando que o leite será utilizado apenas para criar uma massa com as fatias de pão. Depois de molhado em uma travessa a parte, retire todo o excesso do leite e junte com os outros ingredientes.

Polpettone:
- 150g de cream cheese;
- 600g de mussarela ralada;

Preparo do Polpettone:
Misture o cream cheese e a mussarela formando uma pasta. Coloque um punhado da carne sobre um PVC abrindo com as mãos e recheie com a pasta de queijo. Em seguida feche o PVC (como se fosse um pastel) apertando bem as laterais e guarde na geladeira pelo menos por 1 hora antes utilizar. Repita esse processo com o restante da carne.

Sugestão de Molho de tomate:
- 700g de tomate sem pele;
- 100g de cebola bem picada picada;
- Um pouco de pimenta dedo de moça bem picadinha; (coloquei 1 colher rasa de café);
- 1 colher (sopa) de Mel;
- 1 colher rasa (sopa) de vinagre balsâmico;
- 1 colher (sopa) de extrato de tomate;
- 1 bouquet garni a gosto (Sugestão: salsa, alecrim, tomilho e louro);
- Sal e azeite a gosto;
- Pedaço de barbante para amarrar o bouquet garni;

Preparo do Molho:
Bata o tomate sem a pele no liquidificador e reserve. Em uma panela deixe a cebola e a pimenta dedo de moça suar no azeite. Acrescente o tomate batido e ferva. Logo em seguida coloque o bouquet garni, o mel, o vinagre balsâmico e o extrato de tomate. Baixe o fogo e deixe cozinhar até apurar o molho (uns 20 minutos). Tempere com o sal a gosto.

Para servir:
Separe a quantidade de polpettones a serem utilizados e congele o restante. Passe na farinha de trigo, ovo (pode temperar com um pouco de sal e pimenta) e em seguida na farinha de rosca (como sugestão utilize a panko – farinha de rosca japonesa). Frite rapidamente dos dois lados e leve ao forno médio por uns 10 minutos. Montei o prato com pappardelle passado na manteiga.

Rendimento: Entre 20 e 25 polpettones.

Risoto a Piamontesa

… com filé mignon.

Uma releitura do tradicional risoto a piamontesa dando um toque personalizado ao prato.

- 2 colheres (sopa) de manteiga sem sal;
- 1 fio generoso de azeite;
- 1 colher (sopa) de cebola bem picadinha;
- 1 xícara de chá de arroz tipo arbóreo;
- tomate cereja cortado ao meio a gosto;
- cogumelos cortado em lâminas a gosto;
- salsinha bem picada a gosto;
- 2 xícaras de chá de creme de leito fresco;
- sal e pimenta do reino branca a gosto;
- 1 xícara de chá de vinho branco;
- 2 tabletes de caldo de legumes;
- 1 litro de água;
- parmesão ralado a gosto;
- 2 pedaços de filé mignon previamente temperados com sal e pimento do reino;

Ferver a água em uma panela a parte e disolver os tabletes de caldo de legumes.
Em outra panela aquecida, coloquei a manteiga, o azeite e deixei a cebola fritando apenas para ficar transparente. Acrescentei o risoto dando uma boa mexida e em seguida coloquei o vinho branco misturando até começar a evaporar. Adicionei o caldo de legumes, concha a concha aos poucos e continuei misturando sem parar por cerca de 15 minutos. Coloquei o creme de leite, o parmesão ralado e os cogumelos a gosto, acertei o sal e a pimenta do reino e continuei mexendo até ficar “al dente”. Desliguei o fogo, adicionei os tomates e a salsinha dando uma última misturada em tudo. Deixei descansando por 2 minutos e servi imediatamente junto com o filé mignon.

No momento que eu desliguei o fogo do risoto já tinha uma frigideira aquecida com um fio de azeite e coloquei o filé mignon para selar. Dessa forma assim que o risoto terminou o periodo de descanso (2 minutos) eu já tinha tudo pronto para servir.

Rendimento: 2 porções.

Risoto de Abóbora e Carne Seca

… acompanhado de couve crocante.

Preparar essa receita foi um desafio pois não queria simplesmente fazer um risoto de abóbora com carne seca mas sim sofisticar o prato com algo diferente. Vieram as idéias e, porque não servir o risoto dentro da própria abóbora acompanhado de couve crocante?!? Emprestei a idéia da couve de alguns restaurantes japoneses que frequento.

- 2 colheres (sopa) de manteiga sem sal;
- 1 fio generoso de azeite;
- 1 colher (sopa) de cebola bem picadinha;
- 1 xícara de chá de arroz tipo arbóreo;
- 200 gramas de carne seca;
- 2 abóboras pequenas;
- couve a gosto picada a juliene (tiras finas);
- sal e pimenta do reino preta a gosto;
- 1 xícara de chá de vinho branco;
- 2 tabletes de caldo de carne;
- 1 litro de água;

Preparo da Abóbora:

Abrir uma tampa o suficiente para poder comer tranquilamente e limpar a abóbora retirando apenas os caroços. Colocar um pouco de água dentro dela e levar no microondas por aproximadamente 5 minutos (pode variar dependendo do tamanho).

Dica: programe o microondas de 2 em 2 minutos e vá checando o ponto de cozimento.

Retire o excesso de abóbora do interior e reserve. Cuidado para não furar o fundo ou as laterais.

Preparo da carne seca:

Um dia antes desalgue a carne seca deixando ela em um recipiente com água e na geladeira por aproximadamente 12 horas trocando a água de 3 em 3 horas. Após esse processo cozinhe a carne em uma panela de pressão de 20 a 30 minutos, descarte a gordura, desfie com as mãos e reserve.

Preparo da couve:

Fritar a couve previamente cortada em óleo bem quente e reservar em um recipiente com papel toalha.

Preparo do risoto:

Ferver a água em uma panela a parte e disolver os tabletes de caldo de carne.
Em outra panela aquecida, coloquei a manteiga, azeite e deixei a cebola fritando apenas para ficar transparente. Acrescentei o risoto dando uma boa mexida e em seguida coloquei o vinho branco misturando até começar a evaporar. Adicionei o caldo de carne, concha a concha aos poucos e continuei misturando sem parar por cerca de 15 minutos ou até ficar “al dente”. Coloquei a carne seca e a abóbora a gosto e acertei o tempero com sal e pimenta do reino. Deixei descansando por 2 minutos e servi imediatamente recheando a abóbora e colocando um punhado de couve ao lado.

Rendimento: 2 porções.

Penne ao molho de carne seca e shimeji

…um toque de vinho branco.

Sabe aqueles dias em que você chega em casa, abre a geladeira e encontra as “sobras” do final de semana? Pois bem, foi dessa forma que preparei esse penne espetacular.

- 1 colher (sopa) de manteiga sem sal
- 1 fio generoso de azeite;
- 1 colher (sopa) de cebola bem picadinha;
- 1 xícara de chá de vinho branco;
- shimeji a gosto;
- tomate cereja (cortado ao meio) a gosto;
- carne seca a gosto;
- salsinha bem picadinha;
- sal e pimenta do reino (sem exageros);
- 200ml creme de leite (de preferência fresco);
- 2 xicaras de chá de penne;

Em uma frigideira aquecida, coloquei a manteiga, azeite e deixei a cebola fritando apenas para ficar transparente. Acrescentei o shimeji cozinhando até que ficasse bem mole. Em seguida coloquei a carne seca, o creme de leite e o vinho dando uma mexida até ele começar a evaporar. Nesse momento coloquei o sal, pimenta do reino, a salsinha picada e o tomate cereja. Desliguei a frigideira e misturei o penne previamente cozinho al dente.

Rendimento: 2 porções.